FUTEBOL É AQUI

FUTEBOL É AQUI
OLÁ AMIGOS, EM 2017, ESTAREMOS EM UMA NOVA CASA , A RÁDIO 106,3 DE GOIANA PERNAMBUCO , SE DEUS PERMITIR, , LEVANDO AS EMOÇÕES DO FUTEBOL, E CLARO TAMBÉM NA NOSSA WEB RÁDIO STUDIO E, CONTO COM A AUDIÊNCIA DE TODOS!

FUTEBOL AO VIVO

106,3 FM

106,3 FM
FUTEBOL É AQUI

TERCEIRO PROGRAMA FUTEBOLNANET COM JOÃO ELIAS

2º PROGRAMA FUTEBOLNANET.COM , COM O PRESIDENTE DA ACDP IRANIILDO SILVA

PROGRAMA FUTEBOL NA NET .COM

2º BLOCO DO PROGRAMA

3º BLOCO PROGRAMA FUTEBOLNANET.COM

GOL DO NÁUTICO ZÉ MARIO NAUTICO 1 X 0 SPORT

GOL DE THIAGO COSTA BAHIA 1 X 1 SANTA CRUZ

GOL DE FAVIO CAÇA RATO CONTRA O BETIM

SANTA CRUZ 2 X 1 PELO JARDIM MILER

NÁUTICO 1 X 0 PETROLINA

NÁUTICO 2 X 0 PETROLINA ELTON

NAUTICO 3 X 0 PETROLINA ROGERIO

NAUTICO 4 X 0 PETROLINA ROGERIO

NAUTICO 5 X 0 PETROLINA ROGERIO

NAUTICO 6 X 0 PETROLINA

NAUTICO 7 X 0 PETROLINA RENATO

NAUTICO 8 X 0 PETROLINA GEOVANI

SANTA 1 X O FEIRENSE GOL DE PHILCO

SANTA CRUZ 2 X 0 FEIRENSE RENATINHO

SPORT 1 X 1 CONFIANÇA REINALDO

SPORT 2 X 1 CONFIANÇA MARCOS AURELIO

SPORT 3 X 1 CONFIANÇA FELIPE MENEZES

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

NOTICIAS DO FUTEBOL DE PERNAMBUCO

Santa dá espaço ao Salgueiro e perde por 2x0
Publicado em 18.01.2012, às 21h51

Elvis e Fabrício Ceará marcaram os gols da vitória do Carcará


O Santa Cruz sofreu com a falta de criatividade e conheceu sua primeira derrota no Pernambucano Coca-Cola 2012. O atual campeão estadual foi ao sertão e terminou como coadjuvante da festa do Salgueiro na reinauguração do estádio Cornélio de Barros ao perder por 2x0. Na próxima rodada, os corais terão pela frente o Serra Talhada, líder da competição. O Carcará vai a Paulista enfrentar o América.

O técnico Zé Teodoro preferiu a prudência ao escalar o zagueiro Éverton Sena e preterindo o volante Leo. Apesar de a marcação ficar, na teoria, mais forte, a escolha deu mais campo para o Salgueiro trabalhar e consequentemente manteve o tricolor mais distante do gol sertanejo.

Para completar, o Carcará manteve uma marcação mais forte em Elvis, único meia de origem, o que ajudou a prejudicar a armação das jogadas corais. Assim, foi o time da casa a criar a primeira boa chance. Aos cinco minutos, Vítor Caicó chutou de longe e Tiago Cardos fez boa defesa. A pressão continuou em cabeçadas para fora de Luiz Eduardo e Fabrício Ceará.

O que atrapalhava o Salgueiro era a opção do time em insistir nas jogadas pelo meio. Tanto que a primeira boa jogada pelo lado só aconteceu aos 26, quando Tamandaré fugiu pela direita e cruzou. Mas Éverton Sena estava atento e cortou. Coincidentemente, os laterais poderiam ser a válvula de escape dos campeões pernambucanos, já que o meio sofria crise criativa. Porém, tanto Renatinho quanto Eduardo Arroz não conseguiam evoluir.

De tanto insistir na bola alta o time da casa terminou vencendo pela canseira. Aos 34 minutos Peri bateu falta na área. Fabrício Ceará estava bem posicionado no meio da defesa coral e cabeceou sem chance de defesa para Tiago Cardoso. O Santa não fez nada digno da palavra reação. O técnico Zé Teodoro pedia o tempo todo para a equipe tocar a bola mas com um jogador menos técnico, Éverton Sena, no lugar de um meia de origem e com seu maestro (Weslley) bem marcado ficou difícil.

Era lógica uma mudança no setor de criação tricolor na volta para o segundo tempo. E assim foi feito. Natan voltou no lugar de Éverton Sena. Mas foi o Salgueiro quem alterou a história da partida logo no início. Aos três minutos Elvis bateu falta e o goleiro tricolor só pôde olhar a bola entrar sem mais nada a fazer.

Desta vez os visitantes não aceitaram o gol adversário com tanta passividade. O problema, para o Santa, é que o Salgueiro marcava com muita disciplina e, embora o toque de bola melhorasse não havia oportunidade de finalizar. Assim, o técnico Zé Teodoro tentou dar mais velocidade com a entrada de Jefferson Maranhão no lugar de Eduardo Arroz. Weslley ocupou a lateral direita.

E logo em sua primeira participação, Maranhão quase diminui o prejuízo. Depois de bate-rebate na área ele chutou raspando a trave. A postura mais ofensiva do Santa Cruz fez com que o Salgueiro usasse a arma que o adversário empunhou mas não disparou no primeiro tempo: o contra-ataque. No primeiro deles, aos 23, Clebson acertou a trave. No segundo, a zaga afastou para escanteio.

A situação piorou para o time da Capital aos 28. Leandro Souza agarrou Fabrício Ceará, repetindo a mesma infração que lhe rendeu cartão amarelo no início do segundo tempo. O árbitro Ricardo Tavares repetiu a advertência. Só que o segundo amarelo rende o vermelho e o defensor, que fazia sua estreia em 2012, foi embora mais cedo.

Era o balde de água fria para arrefecer qualquer esboço de reação tricolor. O time precisou recuar seus volantes para dar mais cobertura à zaga e os dois setores - meio e ataque - ficaram mais distantes. O Salgueiro passou a administrar o resultado e esperar o final da partida.

Ficha do jogo:

Salgueiro: Luciano; Marcos Tamandaré, Luiz Eduardo, Alemão e Peri (Romário); Pio, Josa, Vitor Caicó (Tinho) e Clebson; Elvis (Edmar) e Fabrício Ceará. Técnico: Neco.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Eduardo Arroz (Jefferson Maranhão), Leandro Souza, André Oliveira e Renatinho; Chicão, Memo, Éverton Sena (Natan) e Weslley; Branquinho e Flávio Recife. Técnico: Zé Teodoro.

Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro. Árbitro: Ricardo Tavares. Assistentes: Ubirajara Ferraz e Alcides Lira. Gols: Fabrício Ceará, aos 34 do primeiro tempo. Elvis, aos três .Cartões amarelos: Pio e Weslley. Expulsão: Leandro Souza. Renda: R$ 15.990. Público: 8.158.


Serra Talhada irresistível: 4x0 no Ypiranga
Publicado em 18.01.2012, às 22h33
Do NE10

O Serra Talhada continua irresistível e fez sua segunda vítima no Pernambucano Coca-Cola 2012 nesta quarta-feira (18). Com direito a nova goleada por 4x0 sobre o Ypiranga, o time sertanejo manteve a liderança da competição com cem por cento de aproveitamento, oito gols marcados e nenhum sofrido.

O massacre começou aos 30 minutos com gol de Júnior Mineirko, agora artilheiro isolado do Estadual, com três gols. Dez minutos depois, Jaíldo ampliou a vantagem. Veio o segundo tempo e Janaílton, aos 28 e Erick, aos 38 completaram o marcador.

O Central, que buscava a reabilitação após perder para o Ypiranga, sofreu para arrancar um empate por 1x1 diante do Araripina, no Luiz Lacerda. Júnior Sertânia fez 1x0 para o Bode logo aos 13 minutos. A Patativa só igualou aos 23 do segundo tempo num pênalti convertido por Tiago Silva.

Quem conseguiu reabilitação foi o Porto, derrotado dentro de casa pelo Náutico na estreia. O Gavião foi ao Mendonção e rapidamente marcou os gols da vitória por 2x0 sobre o Belo Jardim. Joélson, aos 10 e 16 do primeiro tempo converteu-se no artilheiro da noite.


Náutico vence o Petrolina e segue 100%
POSTADO POR Breno Pires ÀS 22:10 EM 18 DE Janeiro DE 2012



Em uma partida até certo ponto tranquila, o Náutico obteve, diante do Petrolina, a sua segunda vitória na segunda rodada do Pernambucano Coca-Cola 2012. Os alvirrubros envolveram o adversário, tiveram várias chances de gol e fecharam a vitória com um 2 a 0, gols marcados no segundo tempo por Souza e Cascata, figuras novas de 2012 que já vão marcando espaço na equipe.

O resultado deixa a equipe com seis pontos, na segunda colocação, atrás do Serra Talhada pelo saldo de gols (8 x 4). Importante também foi abrir alguma vantagem de pontos na concorrência com o Santa Cruz, que perdeu e fica com 3, e o Sport, que empatou na primeira rodada e só pode ir a 4 no jogo com o América, nesta quinta-feira.



O próximo compromisso do Náutico é contra o Araripina, no sábado (21), no Chapadão do Araripe, às 18h. Já o Petrolina enfrentará o Sport, domingo, na Ilha do Retiro, às 16h.

O JOGO

O Timbu foi em busca do gol desde o início, comandado pelo meia Cascata, que cumpria bem o papel de criação e se apresentou para mandar um bom chute perto do travessão aos 5 minutos.

Cascata também articulou algumas jogadas de ataque. Em uma delas, Siloé recebeu e chutou na trave aos nove minutos. O volante Souza e o lateral-direito João Ananias também apoiavam bem, assim como o velocista Rogério, caindo muito pela ponta direita.

Do lado do Petrolina, ênfase nos passes longos, no contra-ataque. Um belo e difícil chute de fora da área, de Giovani, foi defendido por Gideão aos 8 minutos.

O principal problema do Timbu no primeiro tempo era a pontaria. Siloé seguiu tentando, sem sucesso. Um chute colocado mirando o ângulo esquerdo de Jaílson saiu por pouco, aos 27'. Já no fim da etapa, o atacante entrou livre na área, após excelente passe de João Ananias, mas demorou e bateu em cima do goleiro, que tinha saído em sua direção. A participação individual resumia o primeiro tempo do Náutico: muito perto do gol, mas sem chegar lá.


De pênalti, Souza marcou o primeiro do Náutico. Foto: Thiago Calazans/JC Imagem

SEGUNDO TEMPO

A situação mudou no segundo tempo. Logo com um minuto, Rogério avançou pela esquerda, entrou na área protegendo de um zagueiro e tentou o chute cruzado, quase sêm ângulo. Jaílson defendeu.

Cena parecida se repetiu em seguida. Rogério entrou pela esquerda em direção à pequena área. Mas, desta vez, sofreu pênalti, cometido por Fábio. Souza cobrou com maestria, no alto e na esquerda, abrindo o placar, aos 4 minutos.

A torcida ainda comemorava quando o Alvirrubro puxou um contra-ataque que terminaria nas redes. Cascata saiu na cara do gol e optou por tocar para Rogério, livre, mandar para as redes. Mas foi marcado impedimento de Rogério, que deveria ter recuado.

Menos afobado após marcar, o Náutico encontrou o segundo gol numa jogada longa, aos 15 minutos. Derley trocou passes com Cascata e se esticou para tocar na saída do goleiro. Rogério não alcançou para chutar, mas dominou e tocou em direção à pequena área, e então Cascata chegou batendo no alto do gol. 2 a 0.

Após o tento, a equipe alvirrubra passou a cadenciar o jogo. Waldemar Lemos promoveu substituições, colocando Eduardo Ramos e Lenon nas vagas de Siloé e Souza. Sem muito afinco ao atacar, o Timbu teve mais trabalho na defesa. Porém não teve ameaçada a sua vitória, que se confirmou com o mesmo placar da estreia.

Um detalhe à parte foi a má arbitragem de Emerson Sobral. Confuso, cometeu pequenos erros, aos montes. Deu cartão amarelo quando não deveria e não deu quando deveria. Não coibiu a cera feita pelo Petrolina. O goleiro Jaílson não batia os tiros de meta, alegando dores, mas os zagueiros demoravam muito para chegar e cobrar. Caberia a punição com o amarelo. O lance mais polêmico, no entanto, foi um suposto pênalti sofrido por Rogério, que pulou para não levar uma "rasteira" de um defensor. A impressão foi de pênalti.

FICHA DO JOGO

Náutico: Gideão, João Ananias, Marlon, Ronaldo Alves e Jefferson; Elicarlos, Souza (Lenon), Derley e Cascata; Rogério (Henrique) e Siloé (Eduardo Ramos). Técnico: Waldemar Lemos.

Petrolina: Jaílson, Lau, Jeffinho, Daniel e Fábio; Wilton, Gustavo, Giovani e Anderson (Wellington); Julinho (Souza) e Sinho. Técnico: Pedro Manta

Gols: Souza (5'), Cascata (15'). Cartões amarelos: Sinho, Jeffinho, Anderson e Fabio (Petrolina), Cascata e Derley (Náutico). Árbitro: Emerson Sobral. Assistentes: Erich Bandeira e Pedro Wanderley. Público: 13.452 Renda R$ 78.015.

Com gramado novo, Sport encara América na Ilha
POSTADO POR Thiago Wagner da Silva ÀS 19:39 EM 18 DE Janeiro DE 2012


Marcelinho Paraíba será uma das novidades do Sport.

Com um novo gramado na Ilha do Retiro, o Sport recebe o América na noite da próxima quinta-feira a partir das 20h pela segunda rodada do Campeonato Pernambucano Coca-Coca 2012. Será a chance do Rubro-negro de se recuperar do empate em 1x1 contra o Araripina na estreia fora de casa.

A partida será a primeira na Ilha após as reformas no gramado do estádio. E foi justamente por causa desta reforma que o jogo chegou a ficar ameaçado de acontecer na Ilha para ser no Arruda. No entanto, os diretores do Sport reavaliaram a situação e acharam por melhor manter o confronto contra o América em domínios rubro-negros.

Além disso, o jogo desta quinta também marcará a volta de duas peças importantes no esquema do técnico Mazola Júnior. Tratam-se de Marcelinho Paraíba e Thiaguinho. O primeiro foi liberado para atuar depois de ter a sua suspensão de quatro jogos revertida em doação de fardos de leite, enquanto que o segundo foi regularizado junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Com a volta desses dois atletas, a escalação do meio do campo do Sport se altera provocando as saídas de Anderson Paraíba e Naldinho. Por falar em meio-campo, este setor também será responsável por mais uma novidade já que Rivaldo, regularizado, terá a oportunidade de fazer a sua estreia com a camisa rubro-negra. Como o restante do time permanece o mesmo eis a escalação do Sport: Magrão; Moacir, Tobi, Montoya e Renê; Hamilton, Rivaldo, Thiaguinho e Marcelinho Paraíba; Willians e Jheimy.



De acordo com Mazola, o fato do América ter sofrido uma goleada de 4x0 do Serra Talhada em pleno Ademir Cunha não torna a partida fácil, pelo contrário já que o treinador espera uma equipe motivada em se recuperar na competição. "O América está na Série A1 do Pernambucano. A goleada que eles sofreram foi totalmente fora da realidade. Eles virão agora motivados para obter o bom resultado contra a gente", declarou.

ADVERSÁRIO - Depois de sofrer uma goleada inesperada na estreia do estadual, o América vem para o confronto contra o Sport disposto a se recuperar na competição. Para isso, o técnico Paulo Júnior promoveu três alterações em relação à equipe anterior. Saem David, Jaílton e Cláudio para a entrada de Carioca, Lewis e Adriano.

HOMENAGEM - A partida também será marcada pela homenagem que a diretoria do Sport fará ao volante Daniel Paulista que deixa o clube após não ter o seu contrato renovado. Antes do jogo começar, Daniel receberá uma placa dos diretores rubro-negros como forma de agradecimento pelos serviços prestados.

FICHA DO JOGO

SPORT - Magrão; Moacir, Tobi, Montoya e Renê; Hamilton, Rivaldo, Thiaguinho e Marcelinho Paraíba; Willians e Jheimy. Técnico: Mazola Júnior

AMÉRICA - Adson; Roma, Negreti, Carioca e Adriano; Alexandre Oliveira, Lewis, Dunga e Rosivaldo; França e Muller. Técnico: Paulo Júnior

Data: 19 de janeiro (quinta-feira) Horário: 20h (Horário do Recife). Local: Ilha do Retiro. Ábirtragem: Gleydson Leite, Jossemmar Diniz e Elan Vieira. Ingressos: Arquibancada – R$ 30,00, meia entrada – R$ 15,00, sócio - R$15,00.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINTE VIP

OUVINTE VIP
ESSA É MINHA ESPOSA EVALÚCIA , EM UM DOS RAROS MOMENTOS, ME ACOMPANHANDO NA MINHA CABINE NA ILHA DO RETIRO NO JOGO SPORT 4 X 0 BAUERI

NOVA LOGOMARCA DA FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE FUTEBOL

NOVA LOGOMARCA DA FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE FUTEBOL

ELIAS PEREIRA PUBLICIDADE

ELIAS PEREIRA PUBLICIDADE
ELIAS PEREIRA PUBLICIDADE E STÚDIO E ,PROPAGANDAS COM GRAVAÇÕES DE QUALIDADES, NAS CIDADES DE CAMUTANGA, FERREIROS, JURIPIRANGA, ITABAIANA E TIMBAÚBA, LIGUE 81-8758 -5294 E 81-9196-7698