FUTEBOL É AQUI

FUTEBOL É AQUI
OLÁ AMIGOS, EM 2017, ESTAREMOS EM UMA NOVA CASA , A RÁDIO 106,3 DE GOIANA PERNAMBUCO , SE DEUS PERMITIR, , LEVANDO AS EMOÇÕES DO FUTEBOL, E CLARO TAMBÉM NA NOSSA WEB RÁDIO STUDIO E, CONTO COM A AUDIÊNCIA DE TODOS!

FUTEBOL AO VIVO

106,3 FM

106,3 FM
FUTEBOL É AQUI

TERCEIRO PROGRAMA FUTEBOLNANET COM JOÃO ELIAS

2º PROGRAMA FUTEBOLNANET.COM , COM O PRESIDENTE DA ACDP IRANIILDO SILVA

PROGRAMA FUTEBOL NA NET .COM

2º BLOCO DO PROGRAMA

3º BLOCO PROGRAMA FUTEBOLNANET.COM

GOL DO NÁUTICO ZÉ MARIO NAUTICO 1 X 0 SPORT

GOL DE THIAGO COSTA BAHIA 1 X 1 SANTA CRUZ

GOL DE FAVIO CAÇA RATO CONTRA O BETIM

SANTA CRUZ 2 X 1 PELO JARDIM MILER

NÁUTICO 1 X 0 PETROLINA

NÁUTICO 2 X 0 PETROLINA ELTON

NAUTICO 3 X 0 PETROLINA ROGERIO

NAUTICO 4 X 0 PETROLINA ROGERIO

NAUTICO 5 X 0 PETROLINA ROGERIO

NAUTICO 6 X 0 PETROLINA

NAUTICO 7 X 0 PETROLINA RENATO

NAUTICO 8 X 0 PETROLINA GEOVANI

SANTA 1 X O FEIRENSE GOL DE PHILCO

SANTA CRUZ 2 X 0 FEIRENSE RENATINHO

SPORT 1 X 1 CONFIANÇA REINALDO

SPORT 2 X 1 CONFIANÇA MARCOS AURELIO

SPORT 3 X 1 CONFIANÇA FELIPE MENEZES

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

NOTÍCIAS DO FUTEBOL

Ilha do Retiro
Marcelinho critica postura da imprensa com repercussão da perda do seu dente
Jogador comparou a sua situação com uma lesão grave
Brenno Costa - Diario de Pernambuco


Publicação:31/01/2012 13:20
Atualização:31/01/2012 15:44

No clássico do ano passado contra o Náutico, quando também perdeu um dente, Marcelinho Paraíba já havia dado sinais de que a situação lhe incomodava. O silêncio foi adotado até que ele conseguisse repor a peça. Neste domingo, o meia voltou a passar por situação semelhante e adotou a mesma postura. Ainda assim, virou personagem de matérias "cômicas" da imprensa e alvo de brincadeira das torcidas rivais. Recomposto, o atleta rubro-negro concedeu entrevista nesta terça-feira e criticou a postura adotada por parte dos profissionais da comunicação.

"É a nossa saúde, é como um joelho ou tornozelo. Vocês ficam colocando matérias fazendo brincadeira. É uma coisa grave", afirmou, enquanto se dirigia para o campo auxiliar da Ilha do Retiro. Depois do treino, o meia concedeu uma entrevista e aproveitou a ocasião para negar o pagamento de uma recompensa de R$ 1 mil para quem encontrasse o dente perdido. Nos bastidores, porém, a informação é de que o jogador havia mesmo oferecido a quantia.

Durante a entrevista, Marcelinho também comentou o terceiro gol do rival Náutico no Clássico dos Clássicos. No lance, Renato estava no chão sentindo dores no ombro lesionado. O Timbu deu sequência a jogada e acabou diminuindo a vantagem rubro-negra. "Quem está perdendo quer reverter a situação. Eles estavam perdendo por 4x2, e eu acho que queria descontar. Respeito a decisão deles", disse.


De volta ao "normal"
Treino do Náutico indica improvisações nas laterais para enfrentar o Ypiranga
Técnico Waldemar Lemos tem três desfalques para a partida desta quarta-feira, nos Aflitos: Não jogam Gideão, João Ananias e Jefferson
Alexandre Barbosa - Diario de Pernambuco



Publicação:31/01/2012 10:55
Atualização:31/01/2012 11:58

Aos poucos, o clima no Náutico vai voltando ao "normal" após a derrota no clássico para o Sport, no fim de semana. Nesta terça-feira, o Timbu encerrou a preparação para voltar a campo nesta quarta-feira, contra o Ypiranga, nos Aflitos. O técnico Waldemar Lemos comandou um treino tático com bola e depois trabalhou as bolas paradas, nesta manhã, no estádio alvirrubro.

O treinador utilizou o treino para solucionar os problemas que tem para escalar a equipe. Ele não contará com o goleiro Gideão e o lateral-direito João Ananias, machucados, e o lateral-esquerdo Jefferson, suspenso por ter sido expulso no clássico com o Sport.

Ao que parece, as dúvidas no time estão solucionadas. No lugar de Gideão, sem surpresas, entra o reserva imediato Rodrigo Carvalho. Nas laterais, não restou alternativa para Waldemar Lemos que não improvisar. Na direita, entra o volante Lenon, a exemplo do que houve no clássico. Na esquerda, o meia Phillip.

A provável escalação do Náutico para o jogo com o Ypiranga, marcado para as 21h15, nos Aflitos, é a seguinte: Rodrigo Carvalho; Lenon, Ronaldo Alves, Marlon e Phillip; Elicarlos, Souza, Derley, Cascata e Eduardo Ramos; Siloé.



Rogério passou pela primeira cirurgia no joelho nesta terça-feira de manhã
Atacante ainda passará por novo procedimento, daqui a um mês, para reconstruir o outro ligamento rompido na lesão causada pela entrada do lateral Maneco
Alexandre Barbosa - Diario de Pernambuco



Publicação:31/01/2012 13:33
Atualização:31/01/2012 14:35

O atacante Rogério sofreu a primeira cirurgia para reconstrução do ligamento do joelho na manhã desta terça-feira. O procedimento, realizado num hospital especializado no bairro das Graças pelo médico Romeu Krause, foi considerado um sucesso. Agora, o jogador aguardará cerca de um mês para ser submetido a um novo processo, que vai reparar o outro ligamento rompido após a entrada do lateral Maneco, do América, na semana passada.

A cirurgia foi acompanhada por um representante do departamento médico do Náutico - o vice-presidente da área Múcio Vaz -. Rogério seguirá internado e deve ter alta até a quinta-feira. Na sexta-feira, iniciará os primeiros trabalhos de fisioterapia, ainda muito leve. Ele não poderá pisar no chão nos primeiros dias, sendo liberado aos poucos para andar novamente. "Foi tudo normal. O ligamento colateral foi refeito, assim como a limpeza da cartilagem. Foi fechado o local e colocador um aparelho de imobilização", afirmou o médico Fábio Ribas.

A previsão para a realização da próxima cirurgia aumentou um pouco. Os médicos esperavam fazer o novo procedimento em até 20 dias, mas agora vão espera um mês. Nesta segunda intervenção, será reconstruído o ligamento cruzado anterior. A contagem regressiva para o retorno de Rogério aos gramados só começará após essa nova cirurgia. No total, o atacante deve ficar entre oito e sete meses em recuperação. "Essa é uma estimativa, mas só vamos saber com mais certeza depois de um mês, quando observamos melhor", explicou Ribas.


Weslley sobre pênaltis perdidos: "Vou continuar sendo o cobrador"
Meio-campista perdeu duas, das quatro penalidades que teve a seu favor
Daniel Leal - Diario de Pernambuco


Publicação:30/01/2012 18:41
Atualização:31/01/2012 00:03

Dos quatro pênaltis que o Santa Cruz teve a seu favor nas cinco rodadas do Estadual, o meio-campista Weslley foi para a cobrança em todos. Acertou a metade. Aproveitamento considerado fraco para qualquer atleta batedor oficial de sua equipe. Por ter errado 50% das penalidades, o atleta acabou prejudicando o time, sobretudo na última rodada, quando poderia ter empatado o jogo contra o Araripina. Ao fim, o Tricolor acabou derrotado por 2 a 0.

Apesar das falhas, Weslley afirmou que está pronto para continuar sendo o cobrador oficial do time. "Tenho a confiança do treinador e vou continuar sendo um treinador. Venho mantendo a maneira que eu treino e tive infelicidade nas cobranças. Continuo com confiança e, se o treinador não fizer nenhuma alteração, eu vou continuar bantendo. Também falta um pouco mais de sorte", pontuou o atleta.

Sobre o prejuízo que as falhas têm causado para a equipe, Weslley admitiu que os erros causaram danos na última partida. Em contrapartida, também afirmou que o erro contra o Ypiranga, não comprometeu."No jogo contra o Araripina, eu poderia ter mudado, sim, o resultado final do jogo. Naquele momento, um empate teria nos motivado mais e até poderíamos vencer o jogo. Já contra o Ypiranga, foi diferente. Vencemos o jogo e o erro não fez tanta diferença", disse.

Em relação a um possível intensivo nos treinamentos da penalidade, o jogador descartou que isso possa acontecer por uma simples razão: ele já treina as cobranças com frequência. Segundo Weslley, o que pode melhorar é a concentração na hora de efetuar o pênalti. "Você tem que bater com seriedade, sem menosprezo, evitando cavadinha. E isso eu venho fazendo. Não acho que é falta de treinos. Quem acompanha o dia a dia tricolor, sabe que eu trabalho muito, me esforço bastante", falou.


Nenhum barulho
Construção da Arena Pernambuco chegou a 32%. Paralisação deixa cronograma mais apertado
Cassio Zirpoli - Diario de Pernambuco


Publicação:31/01/2012 10:33
Atualização:31/01/2012 10:34

Janeiro foi um mês distinto em relação à preparação do estado para a Copa do Mundo de 2014. Marcou o primeiro evento oficial da Fifa em Pernambuco visando o Mundial, com o seminário sobre as Fan Fests, que definiu o Marco Zero como polo oficial. No entanto, o primeiro mês do ano ficará marcado mesmo como o período com a maior paralisação nas obras da arena, em São Lourenço da Mata. Nos últimos sete dias do mês, nada de máquinas ligadas, guindastes erguendo enormes vigas de concreto ou caminhões de areia circulando nos 52 hectares da área do futuro estádio. Os 2.397 operádios tiraram os capacetes azuis e iniciaram uma paralisação por melhores salários, criando um impasse jurídico com a construtora responsável pela obra, a Odebrecht.

O fato preocupa, e muito, o novo cronograma adotado pelo comitê pernambucano para que o Recife seja confirmado como subsede da Copa das Confederações do ano que vem. O anúncio será feito pela Fifa em junho. Em março, o secretário-geral da entidade, o francês Jérôme Valcke, fará a sua primeira inspeção na Arena Pernambuco. A visita, na prática, deve decidir o futuro da candidatura recifense, escolhida para o torneio-teste do Mundial de forma condicionada, justamente por causa do andamento das obras. De novembro a janeiro, o avanço físico do estádio evoluiu de 22% para 32%. Até junho, a expectativa dos gestores pernambucanos é chegar a pelo menos 70%.

Para costurar a volta das atividades e evitar uma nova greve no calendário cada vez mais enxuto, uma intensa negociação vem sendo realizada. Além da questão finaceira, porém, o sindicato dos operários aponta a precariedade nas condições de trabalho como motivo para a paralisação. “Estão nos pagando só R$ 876 (por mês), mas a gente teria que receber R$ 990. Mesma coisa com o cartão-alimentação. No lugar de receber R$ 200, que seria o certo, ganhamos R$ 80. Fica difícil até comer”, disse um funcionário ao Superesportes, preservando a identidade. O impasse acabou com uma ação no Tribunal Regional do Trabalho de Pernambuco, uma vez que a Odebrecht entendeu a greve como ilegal, pois estava em vigência a convenção coletiva de setembro do ano passado, com validade até julho deste ano. Por sinal, o documento havia sido protocolado no Ministério do Trabalho.

No acordo em vigor , consenso no valor dos salários dos operários, cesta básica e outros benefícios, além do pagamento em dia da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Em nota, a construtora disse: “Visto a sua conduta idônea e com a certeza de sempre ter atendido ao compromisso firmado com os trabalhadores, a empresa irá aguardar a avaliação do TRT e espera o pronto restabelecimento dos trabalhos”.

Apesar da última greve, o engenheiro responsável pela obra, Jayro Poggi, ressalta que a execução do projeto chegou ao edifício-garagem, anexo ao estádio e com as fundações estabelecidas. “Entramos em 2012 reforçando os acessos à arena.”


Presidente da FPF blinda árbitros locais em reunião com os clubes
Lucas Fitipaldi - Diario de Pernambuco


Publicação:30/01/2012 22:37

As duras críticas do presidente do Náutico, Paulo Wanderley, à atuação do
árbitro Gleydson Leite no Clássico dos Clássicos foram usadas como exemplo. Na
noite desta segunda-feira, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol
(FPF), Evandro Carvalho, entrou em cena para blindar o quadro de árbitros
local. Durante reunião com os presidentes dos clubes na sede da FPF, pediu que
se evite o bombardeio de críticas infudadas contra a arbitragem através da
imprensa.
Em diversos momentos do encontro, realizado a portas fechadas, Evandro saiu
em defesa de Gleydson. “Tive o cuidado de ouvir várias pessoas e todas foram
unânimes em elogiar a arbitragem do clássico. Para muitos, foi a melhor do
campeonato”, afirmou. “O pedido foi para que os dirigentes racionalizem mais
suas declarações após as partidas. É preciso ter mais calma na hora de
criticar. O presidente do Náutico fez uma avaliação equivocada depois do
clássico. Talvez por estar com os nervos a flor da pele, deixou-se levar pela
emoção.”
A orientação foi para que as críticas sejam feitas na própria Federação.
“Aqui é a casa dos clubes, o local onde eles têm total confiança. Se algum
clube considerar a atuação de um árbitro ruim, algum representante vem aqui no
dia seguinte para fazermos uma avaliação. Fica combinado assim”, advertiu Evandro.

O discurso do presidente do Náutico, porém, foi outro. “Nos foi pedido mais um
crédito ao quadro de arbitragem local. E o Náutico vai dar esse crédito. Não
queremos falar em árbitros de fora por enquanto. Mas vamos aguardar a próxima
rodada”, alertou Paulo Wanderley, que negou ter se excedido nas crírticas a
Gleydson Leite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINTE VIP

OUVINTE VIP
ESSA É MINHA ESPOSA EVALÚCIA , EM UM DOS RAROS MOMENTOS, ME ACOMPANHANDO NA MINHA CABINE NA ILHA DO RETIRO NO JOGO SPORT 4 X 0 BAUERI

NOVA LOGOMARCA DA FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE FUTEBOL

NOVA LOGOMARCA DA FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE FUTEBOL

ELIAS PEREIRA PUBLICIDADE

ELIAS PEREIRA PUBLICIDADE
ELIAS PEREIRA PUBLICIDADE E STÚDIO E ,PROPAGANDAS COM GRAVAÇÕES DE QUALIDADES, NAS CIDADES DE CAMUTANGA, FERREIROS, JURIPIRANGA, ITABAIANA E TIMBAÚBA, LIGUE 81-8758 -5294 E 81-9196-7698