FUTEBOL É AQUI

FUTEBOL É AQUI
OLÁ AMIGOS, EM 2017, ESTAREMOS EM UMA NOVA CASA , A RÁDIO 106,3 DE GOIANA PERNAMBUCO , SE DEUS PERMITIR, , LEVANDO AS EMOÇÕES DO FUTEBOL, E CLARO TAMBÉM NA NOSSA WEB RÁDIO STUDIO E, CONTO COM A AUDIÊNCIA DE TODOS!

FUTEBOL AO VIVO

106,3 FM

106,3 FM
FUTEBOL É AQUI

TERCEIRO PROGRAMA FUTEBOLNANET COM JOÃO ELIAS

2º PROGRAMA FUTEBOLNANET.COM , COM O PRESIDENTE DA ACDP IRANIILDO SILVA

PROGRAMA FUTEBOL NA NET .COM

2º BLOCO DO PROGRAMA

3º BLOCO PROGRAMA FUTEBOLNANET.COM

GOL DO NÁUTICO ZÉ MARIO NAUTICO 1 X 0 SPORT

GOL DE THIAGO COSTA BAHIA 1 X 1 SANTA CRUZ

GOL DE FAVIO CAÇA RATO CONTRA O BETIM

SANTA CRUZ 2 X 1 PELO JARDIM MILER

NÁUTICO 1 X 0 PETROLINA

NÁUTICO 2 X 0 PETROLINA ELTON

NAUTICO 3 X 0 PETROLINA ROGERIO

NAUTICO 4 X 0 PETROLINA ROGERIO

NAUTICO 5 X 0 PETROLINA ROGERIO

NAUTICO 6 X 0 PETROLINA

NAUTICO 7 X 0 PETROLINA RENATO

NAUTICO 8 X 0 PETROLINA GEOVANI

SANTA 1 X O FEIRENSE GOL DE PHILCO

SANTA CRUZ 2 X 0 FEIRENSE RENATINHO

SPORT 1 X 1 CONFIANÇA REINALDO

SPORT 2 X 1 CONFIANÇA MARCOS AURELIO

SPORT 3 X 1 CONFIANÇA FELIPE MENEZES

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

FUTEBOL 2012

Sport vence Central e assume a vice-liderança
POSTADO POR Marcelo ÀS 22:03 EM 23 DE Fevereiro DE 2012




Por Nilton Villanova
Especial para o Blog do Torcedor

O Sport fez o seu dever de casa e venceu o Central por 2x1 na noite desta quinta-feira na Ilha do Retiro pela 11ª rodada do Pernamabucano Coca-Cola 2012. O placar favorável para o Leão, recebeu as assinaturas do volante Rivaldo e do atacante Jael pelo lado do Sport enquanto que Váldson descontou para a Patativa.

Com o resultado positivo, o Rubro-negro ultrapassa o Náutico e agora ocupa a vice-liderança do estadual com 23 pontos. Já o Central cai para décimo com 12. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo já pelo returno da competição. O local do encontro será o estádio Luiz Lacerda, em Caruaru.

Leia mais:
> Mazola admite pressão do Central, mas comemora vice-liderança

O JOGO - O Central, com nove desfalques, não se intimidou e partiu para o ataque logo nos primeiros minutos da partida. As investidas alvinegras, entretanto, não levaram perigo ao gol rubro-negro. Os cinco primeiros minutos foram de muitos erros e afobação de ambos os lados.

O Sport pôs a bola no chão e mostrou uma maior movimentação após os minutos iniciais. A partir do momento em que os passes começaram a sair com eficiência, o Central diminuiu seu ímpeto e recuou a marcação, trazendo o time rubro-negro para seu campo.

Mais tranquilo, o Sport passou a construir as jogadas de forma mais elaborada, tanto com a participação de Moacir, quanto com Rivaldo, Paraná, e Marcelinho, que municiaram bem o ataque. Jael e Jheimy atuaram bem, mostraram boa movimentação e bastante vontade. O conjunto foi o ponto forte do Leão no primeiro tempo.

As jogadas individuais também foram uma poderosa arma rubro-negra, tanto que foi através de um lance de habilidade do volante Rivaldo, que o Leão chegou ao primeiro gol. Aos 22 minutos, após bela jogada de Moacir, Rivaldo recebeu dentro da área, deu um corte seco no zagueiro Ricardo e chutou com violência no canto direito do goleiro Rodrigão.

O Central preferiu limitar suas jogadas em contra-ataques esporádicos, mas sem perigo algum, uma vez que o sistema defensivo do Sport estava muito bem postado. Para complicar a situação da Patativa, as subidas davam brechas para os lançamentos perigosos de Marcelinho Paraíba e Marquinhos Paraná para Jheimy e Jael, que se movimentaram bastante, desorganizando a defesa alvinegra.

Após os 35 minutos, os donos da casa cadenciaram a partida, utilizando passes laterais e deixando o adversário correr o campo. E assim foi o restante do primeiro tempo, encerrado aos 46 minutos.

O segundo tempo começou frenético. A entrada de Renato na vaga de Moacir acelerou as jogadas pela direita logo nos primeiros minutos. Após uma verdadeira blitz rubro-negra nos primeiros instantes, com Marquinhos Paraná, Marcelinho Paraíba e a dupla de ataque, a defesa do Central vacilou e Jael, aproveitando belo cruzamento de Marquinhos Paraná, mandou para o fundo das redes de Rodrigão.

O Sport, entretanto, sofreu um apagão e diminuiu o ritmo, enquanto o Central crescia em campo. Aproveitando o relaxamento momentâneo do Sport, a Patativa foi ao ataque e, aos sete minutos, Magrão precisou operar um verdadeiro milagre. Váldson, cara a cara com o arqueiro do Leão, bateu colocado e o Magrão fez uma bela ponte. Aos nove minutos, entretanto, Váldson recebeu novamente e não desperdiçou.

O jogo passou a ser mais equilibrado no meio de campo. Se o Sport era muito superior tecnicamente, o Central mostrava muita vontade. No ataque, porém, o Sport era claramente mais perigoso, com chances incríveis perdidas por Marcelinho e Jael. O sport chegava fácil, mas abusou de perder gols. Faltas desperdiçadas em frente à area, cruzamentos mal-concluídos e erros nos passes finais, além de erros nas finalizações não alteraram o placar pelo lado do Sport.

O Central esboçou uma pressão no final da partida, mas a defesa rubro-negra segurou bem o resultado.

Ficha do Jogo

Sport - Magrão; Moacir (Renato), Tobi, Bruno Aguiar e Diogo Goiano (Thiaguinho); Hamílton, Marquinhos Paraná, Rivaldo e Marcelinho Paraíba; Jheimy (Milton Jr.) e Jael. Técnico: Mazola Júnior.

Central - Central: Rodrigão, Deivson (Zé Carlos), Ricardo, Célio Lino, Vágner, Viola (Eduardo Telles), Cléber, Diego Gois, Beto Bombeiro (Beto), Lenilson e Valdson. Técnico: Júnior Caruaru.

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Ricardo Jorge. Auxiliares: Roberto José e Ubirajara Ferraz.. Gols: Rivaldo (22 minutos do primeiro tempo), Jael (3 minutos do segundo tempo) para o Sport e Váldson (9 minutos do segundo tempo) para o Central. Cartões amarelos: Rivaldo, Diogo e Tobi (Sport); Viola, Cléber e Eduardo Telles (Central).


patativa
Acosta e Júnior Maranhão no Central
POSTADO POR Marcelo ÀS 14:20 EM 23 DE Fevereiro DE 2012


Acosta está voltado ao futebol pernambucano

Depois da troca de comando, o Central está reforçando o elenco para a disputa do returno da primeira fase do Pernambucano Coca-Cola.

A diretoria oficializou a contratação com o meia-atacante Acosta, ex-Náutico e que estava no Brasiliense, e o volante Júnior Maranhão, ex-Santa Cruz e Sport.

Os jogadores chegam para levar a Patativa, que faz uma campanha irregular na competição, à fase semifinais e, assim, ganhar direito de disputar a Série D do Campeonato Brasileiro.

Mas, pelo visto, os bastidores do clube esquentam. Segundo o repórter André Luis, o presidente do Central, Sivaldo Oliveira não está se entendendo com a diretoria. O presidente inclusive rejeitou apoio financeiro do centralino Luiz Lacerda.



ct wilson campos
Felipe elogia o Náutico e se diz pronto para brigar pela camisa 1
POSTADO POR Breno Pires ÀS 17:44 EM 23 DE Fevereiro DE 2012



O goleiro Felipe se apresentou ao Náutico nesta quinta-feira com um discurso otimista. Emprestado pelo Santos até o fim da temporada, o arqueiro elogiou a estrutura do clube, dizendo que ficou surpreso com o CT Wilson Campos, com ótimo gramado.

Falando de futuro, mostrou que está antenado nas notícias e destacou a importância do acordo do Timbu para jogar na Arena Pernambuco, palco do Estado para a Copa 2014.

Tratando do presente, afirmou que está pronto para jogar, faltando apenas a regularização. Deixou clara a motivação em alcançar a titularidade na equipe alvirrubra, mesmo com a concorrência do goleiro Gideão. Observou que conhece alguns jogadres do time, como o atacante Rodrigo Tiuí.

"Quero ganhar o Campeonato Pernambucano pelo Náutico", afirmou Felipe, que possui no currículo uma Copa do Brasil e um Campeonato Paulista, conquistados em 2010 pelo Santos. Foi o titular em praticamente toda a Copa do Brasil, só não participou da final, quando perdeu a posição para Rafael.

Voltando ao passado, ao ser perguntado pelos repórteres sobre o vídeo que gravou com outros jogadores do Santos em que humilhou internautas ("O seu salário não paga a ração do meu cachorro"), disse que o episório está superado. "Naquele vídeo, eu passei uma imagem diferente do que eu sou. Eu não sou aquela pessoa. Sou uma pessoa calma, brincalhona, já cheguei brincando com os companheiros aqui do Náutico."

Sobre o seu declíneo no Santos, de titular em 2010 a terceiro goleiro em 2011, deu a sua versão. Ressaltou que teve uma lesão séria no Santos e parou por praticamente um ano. "Estava tendo um treino recreativo e teve a lesão. Fiquei um ano sem jogar. Depois fui para o Avaí e infelizmente não conseguimos escapar do rebaixamento", comentou.

Para ceder Felipe ao Náutico, o Santos exigiu a renovação de contrato até o fim de 2013.

OBS: Faz-se necessário registrar que a apresentação de Felipe, marcada pela assessoria de imprensa do Náutico para as 14h, só aconteceu duas horas e meia depois. Mesmo que o atraso tenha se devido à realização dos exames médicos do atleta, a programação evidentemente foi mal feita. Isso prejudica bastante o trabalho da imprensa, que funciona com escalas de horários definidas.



análise do 1º turno
Em campo, Santa Cruz vai pior que em 2011
POSTADO POR Breno Pires ÀS 19:37 EM 23 DE Fevereiro DE 2012

Mas diretor de futebol Albertino dos Anjos afirma que o grupo atual é melhor

O Santa Cruz teve um desempenho ruim na primeira metade da primeira fase do Pernambucano Coca-Cola. Com cinco vitórias, dois empates e quatro derrotas, é o quinto colocado, com 17 pontos e um gol de saldo. Em 2011, na campanha do título estadual, com a mesma quantidade de jogos, a equipe tinha 22 pontos e estava na terceira posição.

Outro detalhe que mostra a diferença da força da equipe é que o Santa Cruz venceu os dois jogos que fez no Sertão em 2011 (Salgueiro e Araripina), mas perdeu os três que fez no Sertão em 2012 (Salgueiro, Araripina e Petrolina). Além disso, no atual certame, perdeu para o Sport e empatou com o Náutico, enquanto, ano passado, tinha vencido o Sport e perdido do Náutico.


Indo além dos resultados, deve-se analisar o desempenho dos jogadores. Pode-se constatar que os muitos reforços que o time trouxe para o meio de campo e para o ataque ainda não disseram a que vieram. O meia Luciano Henrique e os atacantes Carlinhos Bala e Geílson não deslancham. O atacante Dênis Marques está indo razoavelmente bem, porém só foi decisivo em uma partida até agora, das quatro em que atuou.

Apesar dos resultados de 2012 serem piores que os de 2011 e dos desempenhos individuais não agradarem, o Santa Cruz segue afirmando que o elenco atual é melhor que o do ano passado.

"Se a gente avaliar do ano passado para esse ano, a gente vê que esse grupo desse ano é muito mais encorpado e de mais qualidade técnica", opina o diretor de futebol Albertino dos Anjos. Para ele, o time vem tendo oscilações devido a dificuldade de adaptação de alguns dos contratados, os quais ele julga terem ampliado o nível técnico da equipe. Albertino ainda coloca as contusões de Natan, Weslley, Tiago Cardoso e Eduardo Arroz como complicadores.

De fato, a má condição física, que contribui para uma má condição técnica, é o principal problema dos novatos. O volante Anderson Pedra também precisou ser poupado de alguns jogos. E não só os novos estão mal fisicamente. É o caso do meia Weslley, principal destaque de 2011 junto com o goleiro Tiago Cardoso, e do meia Natan, frágil clinicamente, que frequentemente se encontra no departamento médico.

Contudo, o Santa Cruz escolheu contratar alguns jogadores que não vinham atuando regularmente. Alguns jogadores que não se encontram nem perto do melhor momento de suas carreiras. Não será exagero chamar Carlinhos Bala e Luciano Henrique de decadentes, pois não têm tido destaque algum nos últimos anos. Geílson foi mal no Náutico, no Guarani, no ABC, enfim, não dá certo em canto nenhum. Dênis Marques estava parado.

A aposta nesses jogadores renomados, porém em declínio, não vem dando certo e pode ser apontada como um erro fundamental da diretoria do Santa Cruz na montagem do elenco para 2012.

Albertino dos Anjos reconhece as dificuldades; entretanto, defende as contratações. "O problema maior passa por um fator chamado questão financeira. A gente não tinha como contratar jogadores com um valor financeiro maior que estivessem em atividade plena. Temos também a concorrência do futebol paulista. Vários jogadores como o Fumagalli e o Thiago Cunha fizeram opção pelo Campeonato Paulista. Mas a gente ainda acredita que esse grupo ainda vai render muito. Os jogadores não desaprenderam", disse Albertino.

Sobre o trabalho do técnico Zé Teodoro, Albertino diz que acredita muito nele, mesmo com os resultados não vindo no momento. "Se fizermos um paralelo do ano passado, tínhamos um grupo bem inferior tecnicamente ao desse ano. Tínhamos um grupo de 12, 13 jogadores bons e vários pratas. Esse ano a gente qualificou o grupo, um elenco de qualidade, mas ainda não chegou aos resultados. Nesse ano a resposta não foi positiva ainda, mas a gente acredita muito nele. Temos certeza que ele dará resultado na hora certa."

Durante esta quinta-feira, a diretoria do Santa Cruz marcou uma reunião de avaliação da primeira parte do Estadual com a comissão técnica. Dificilmente virão novos reforços no momento, pois as inscrições se encerram dentro de uma semana. No entanto, o clube tende a buscar mais um zagueiro.

Ajustar a equipe na segunda metade da fase classificatória é importante não só para buscar o título do Estadual. Talvez mais ainda, o que vale é a disputa pelo retorno à Série B, na Série C, que começa em maio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINTE VIP

OUVINTE VIP
ESSA É MINHA ESPOSA EVALÚCIA , EM UM DOS RAROS MOMENTOS, ME ACOMPANHANDO NA MINHA CABINE NA ILHA DO RETIRO NO JOGO SPORT 4 X 0 BAUERI

NOVA LOGOMARCA DA FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE FUTEBOL

NOVA LOGOMARCA DA FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE FUTEBOL

ELIAS PEREIRA PUBLICIDADE

ELIAS PEREIRA PUBLICIDADE
ELIAS PEREIRA PUBLICIDADE E STÚDIO E ,PROPAGANDAS COM GRAVAÇÕES DE QUALIDADES, NAS CIDADES DE CAMUTANGA, FERREIROS, JURIPIRANGA, ITABAIANA E TIMBAÚBA, LIGUE 81-8758 -5294 E 81-9196-7698